Protege o teu estômago | Prevenção

Rate this post

Marcos Garcia é um advogado de madrid, de 27 anos. Bem, esse não é o seu verdadeiro nome. Eles preferem comer ao p manter o anonimato, pois sofre de problemas gástricos, que incluem diarréia, gases e dores agudas. “Não posso agendar reuniões antes das 10 da manhã, porque o meu estômago fica louco após o café da manhã”, lamenta.

A vergonha e desconforto costumam passar, mas só depois de ter conseguido evacuar. E o seu caso não é o único: os problemas digestivos podem alterar o funcionamento do estômago de qualquer um.

Assim como a pele, as paredes do estômago entram constantemente em contato com o mundo exterior agressivo. Quando esta camada protetora não absorve as substâncias úteis ou não bloqueia as substâncias nocivas, todo o organismo se põe em perigo. Temos falado com os melhores gastroenterólogos para saber o que deve fazer para acalmar a besta, que ruge em seus intestinos. Comece respondendo às seguintes perguntas:

O consome bastante fibra?

Por que é importante? A fibra acelera o trânsito intestinal e, portanto, facilita a eliminação de resíduos. Além disso, “fornece energia para que o cólon trabalhe adequadamente e favorece o aparecimento de probióticos, ou seja, as bactérias saudáveis que facilitam o funcionamento intestinal. Além disso, é de grande ajuda na hora de perder peso, já que proporciona sensação de saciedade”, explica o Dr. Miguel Bixquert, chefe do Serviço Digestivo do Hospital Arnaldo de Vilanova (Valência), além de porta-voz da Sociedade Espanhola de Patologia Digestiva.

Como passar no exame? Procura consumir entre 25 e 30 gramas de fibra por dia. Para isso, inclui em sua dieta diária de frutas, legumes e, pelo menos, dois litros de água. “Trigo, milho, cevada, aveia, frutas e legumes são indispensáveis para o bom funcionamento digestivo. Lembre-se que não há comida ?bons? ou ?maus? e que uma alimentação equilibrada é a melhor receita para se sentir bem por dentro e por fora”, comenta o Dr. Bixquert. Na verdade, você não tem que mudar sua dieta de cima para baixo. Basta com pequenas alterações. Por exemplo, em vez de pedir uma pizza com carne, opte por outra com legumes. “Há que procurar os alimentos naturais que, além de fibra, fornecem vitaminas e certos nutrientes que os suplementos alimentares não têm”, acrescenta.
Contra-indicações: O corpo humano, ao contrário dos animais herbívoros, não foi projetado para digerir a fibra. A ingestão excessiva desta, pode causar cólicas, flatulência e inchaço. De acordo com o doutor Bixquert, se você não está acostumado a comer fibra em abundância, começa com pequenas doses e auméntalas progressivamente: “Tomar sucos com polpa ou comer fruta de sobremesa pode ser um bom início”.

O Tomas prebióticos e probióticos ao mesmo tempo?

Por que é importante? Os probióticos são microorganismos vivos que ajudam a fazer a digestão, como por exemplo as bifidobactérias ou os lactobacilos, que são encontrados em produtos lácteos. Mas para tirar o máximo partido, precisa de prebióticos, como a fibra, presente em muitos alimentos. Estes resíduos não digeridos, são fermentados no cólon e favorecem a proliferação dos probióticos. “A combinação de probióticos e prebióticos dá lugar aos concorrentes. Adicioná-los à sua dieta diária, permite a manutenção de uma flora intestinal saudável”, diz o Dr. Bixquert.

Como passar no exame? Além de probióticos, consome regularmente alimentos ricos em prebióticos, como o alho-poró, a cebola, o alho, as endivias, de beterraba ou de banana. “Não há razão para recorrer a suplementos alimentares. Os produtos naturais oferecem o melhor para o seu organismo”, comenta o especialista.

Contra-indicações: Na realidade, não há efeitos colaterais graves e, portanto, nenhuma razão para alarmar, mas, segundo o Dr. Bixquert, passar com os prebióticos pode causar flatulência. Tu mesmo.

Você toma antibióticos apenas quando você o necessita?

Por que é importante? Os antibióticos têm como missão livrar-se de agentes infecciosos indesejáveis, mas também levam a danos colaterais. “Os antibióticos afectam a flora intestinal e o intestino grosso. Como não distinguem entre as bactérias boas e más, o medicamento também matará os probióticos”, explica o Dr. Ricardo Moreno, Chefe de Serviço Digestivo do Hospital Universitário Da Princesa de Madrid. Dito de outro modo: quando você vai ao banheiro enquanto você toma antibióticos, como andar ou correr? “Estes medicamentos podem provocar inchaço e diarreia, sintomas claros de que a sua flora intestinal foi danificada”, explica o Dr. Moreno.

Como passar no exame? “É importante tomar antibióticos apenas quando realmente precisar. E convém vigiar muito bem a dose e o tipo de medicamento de acordo com a idade e estado de saúde do paciente”, aconselha o Dr. Moreno.

Contra-indicações: Devido a que o antibiótico aniquilação qualquer tipo de bactéria viva, é indispensável tomar probióticos ao terminar o tratamento para ajudar a flora intestinal a se recuperar.

O Tomas antiácidos frequentemente?

Por que é importante? A acidez, surge quando o conteúdo do estômago retornam ao esôfago. E quando essa sensação de queimação na parte baixa do peito e sabor amargo na garganta, não te deixa em paz, é normal que quiser atiborrarte de “Almax” e outros medicamentos semelhantes. A questão é que o ácido talvez não tenha culpa de sua acidez. É mais, se você passa mais de duas vezes por semana, pode tratar-se da doença do refluxo gastroesofágico. O problema está na válvula que separa o esôfago do estômago, já que neutralizar esse ácido pode danificar o estômago. O ácido do estômago está lá por uma razão: para controlar as bactérias vivas do que comemos. “A maioria dos pacientes que têm refluxo têm excesso de peso ou que têm hérnia de hiato. Em vez de antiácidos o mais aconselhável, é fazer um estudo de acordo com o caso, como a endoscopia, ph-metría ou manometría”, afirma Moreno.

Como passar no exame? “A acidez guarda relação com o excesso de peso, o tabaco e o álcool. Descarte esses fatores, em vez de um antiácido se recomendam antisecretores, que reduzem a produção de ácido e aceleram o esvaziamento do estômago. E um estômago vazio não refluye ao esôfago”, explica o Dr. Bixquert.

Contra-indicações: Tomar antiácidos como se fossem doces é ruim. Devido a que o sódio aumenta, pode afetar as pessoas com hipertensão arterial. Alguns antiácidos provocam diarreia ou prisão de ventre e outros impedem a absorção de cálcio. Se a acidez forma tristemente parte de sua vida, o melhor conselho é que consulte o seu médico.

Você toma analgésicos quanto sentir o mínimo de dor?

Por que é importante? Os anti-inflamatórios não esteróides, como a aspirina e o ibuprofeno, são kryptonite para o estômago. De acordo com o doutor Bixquert, metade das pessoas que estão por uma hemorragia do estômago ou do duodeno tomaram anti-inflamatórios. Mesmo entre 20 e 25% das pessoas normais, que tomam aspirina sofrem lesões microscópicas de estômago; se isso se repete, as lesões podem derivar
em uma úlcera.
Além da dor e do sangramento que provocam, as úlceras podem deformar-se e gerar cicatrizes no estômago. Uma perfuração, por exemplo, é um buraco que atravessa todas as paredes do estômago até a cavidade abdominal, e você não quer que seu almoço termina aí. As perfurações podem ser muito graves e requerem cirurgia.

Como passar no exame? Muda a tramadol ou paracetamol que não prejudiquem o tubo digestivo, mas, isso sim, podem provocar prisão de ventre. “O ideal para proteger o estômago, nestes casos, é usar um inibidor da bomba de protões (por exemplo, omeprazol”, propõe-se o dr. Moreno.

Contra-indicações: Se os anti-inflamatórios analgésicos, como o ibuprofeno se combinam com outros medicamentos, como os antidepressivos, a lesão potência. “Embora o paracetamol é o que menos prejudica o estômago, misturado com álcool, pode ser hepatotoxico. Há dores menores que não precisam de medicamentos, e o ideal antes de recorrer a medicamentos é refletir se deve ao excesso de álcool, o stress ou falta de sono”, finaliza o doutor Bixquert.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *